segunda-feira, 21 de abril de 2008

Me Perdoe


Me perdoe por não aguentar

Tuas pancadas de amor

Amores alheios

Amores, não meu

Me perdoe por não saber

A inutilidade minha

O descarte iminente

Me perdoe por não aceitar

Os seus caprichos

As suas malicias

E por não chorar tão alto

Tu nunca estiveste aqui pra ouvi-lo

2 comentários:

Arthur disse...

queria muito que o autor me comunicaçe se eu posso usar para fazer uma musica...

Yuri da Costa disse...

kra
como eu vo entrar em contato com vc?
me add no msn
piranhu_@hotmail.com